Convenio_SERPRO.png

Psicologia – Esclarecimentos para o público em geral

 

Sônia Maria Estácio Ferreira(*)

 

É impossível pensar que em tão poucas linhas poderei esclarecer o que é Psicologia e o que ela tem passado ao longo do tempo para se firmar como Ciência! Tentarei esclarecer alguns pontos para quem se interessa pelo tema.

 

Antes, faz-se necessário desmistificar um estigma que perdura há anos sobre todas as profissões que lidam com o aspecto psicológico!

Ainda hoje, muitas pessoas, ao se fazer menção em precisar de tratamento psicológico dizem: ”Eu, ir a um(a) psicólogo(a), fazer psicoterapia!? Deus me livre!! Não sou louco(a)!”

Para acabar com esse estigma de uma vez por todas, em primeiro lugar, gostaria que refletissem um pouco sobre: O que é loucura? O que é normalidade? O que é preciso para vivermos dentro do que é considerado como saúde psíquica?

 

Outra questão muito frequente é sobre a diferença entre Psicólogo(a), Psiquiatra e Psicanalista.

Esclarecendo, rapidamente:

 

Psiquiatra 

Pessoa que cursa faculdade de Medicina e se especializa em Psiquiatria, fazendo residência em hospital nesta área. Somente este profissional poderá receitar medicamentos que auxiliarão no tratamento de doenças psiquiátricas.

 

Psicólogo(a)

Pessoa que cursa faculdade de Psicologia e depois, conforme sua visão de homem,fará especializações que auxiliarão numa melhor atuação nas doenças de fundo emocional. Só poderá medicar se tiver também a formação em Medicina.

 

Psicanalista

Pessoa que necessariamente não precisa ter formação universitária, porém muitos são da área da saúde. É obrigatório passar como sujeito em sua análise pessoal e estudar Psicanálise por um período de mais de quatro anos em escolas especializadas em Psicanálise, como por exemplo, a Sociedade Paulista de Psicanálise. Só poderá medicar se tiver também a formação em Medicina.

 

Todos atuarão nas doenças de fundo emocional, sentimental, comportamental.

 

Agora, retomando meu tema, Psicologia, como já disse é Ciência, e faz parte da área da Saúde. É a ciência que estuda fenômenos psíquicos (sentimentos e emoções) e o comportamento. Busca entender e ajudar a encontrar formas mais adequadas de estar e ser no mundo em que se vive, trabalha nas diversas áreas do viver: familiar, amorosa, empresarial, educacional, relacional, buscando a realização tanto interna como externa do indivíduo. Procura compreender o ser em sua totalidade.

 

Portanto formaram-se as várias psicologias, como: Psicologia Social, Psicologia da Educação, Psicologia Clínica, Psicologia Comunitária, Psicologia Organizacional ou Empresarial, Psicologia Hospitalar, Psicologia do Esporte entre outras, enfim em todos os setores por onde o ser humano se envolve.

 

Seria interessante fazermos um pequeno percurso pela história da Psicologia para observarmos como foram elaboradas as diversas abordagens teóricas, todas, à sua maneira, procurando auxiliar numa melhor saúde física, mental e emocional. Devido ao pequeno espaço, citarei algumas, uma vez que a Psicologia até hoje busca ampliar seu conhecimento em torno dos seres vivos.

 

A Psicologia Ocidental teve início na Grécia por volta do ano 500 aC, dentro da Filosofia. É de Sócrates (470–399 aC) a frase que  vem de encontro ao objetivo da Psicologia atual: “Conhece-te a ti mesmo”. Em seguida apareceram os primeiros laboratórios de Psicologia, dando ênfase nos estudos fisiológicos humano e animal.  William James, um dos estudiosos, levantou a seguinte questão: "o que é emoção?" A partir daí, iniciou-se uma busca pela compreensão dos aspectos internos do homem.

 

Freud, grande estudioso e pai da Psicanálise, iniciou seus trabalhos a partir dos estudos com pacientes histéricos em hospitais, contribuiu para uma compreensão maior do funcionamento da psique, trouxe uma importante contribuição à Psicologia desenvolvendo toda uma teoria sobre o funcionamento da psique e do desenvolvimento da personalidade. Este estudo foi sendo aprofundado e daí surgiram novos nomes que contribuíram e ainda contribuem para o engrandecimento desta profissão, no sentido de, cada vez mais entender este ser tão complexo que é o Ser Humano!

 

Surgiram diversas abordagens, estre elas: Psicanalítica, Cognitiva/comportamental, Psicodinâmica, Hipnoterapia, Psicoterapia-Breve, Análise Junguiana, Gestalterapia, Psicologia Reichiana, que abriu caminho para o desenvolvimento de uma Psicologia corporal: Bioenergética, Psicologia Centrada na Pessoa de Rogers que nos apresenta como guia principal para uma boa psicoterapia a empatia, Psicodrama, Psicossomática que vê o homem em sua integralidade, Psicologia Positiva, enfim uma gama de abordagens que vão de encontro com a visão de homem de cada profissional e que o auxiliará na escuta e em sua atuação.

 

O mais importante destes estudos é que, independente da abordagem teórica do profissional, o objetivo é sempre facilitar o autoconhecimento, as diferenças entre o que é real e o imaginário, o desenvolvimento de potencialidades e habilidades, a atuação sobre a forma de pensar, sentir e estar. Enfim propiciar melhor qualidade de vida!

 

A Psicologia caminha junto com a medicina e vem daí hoje os trabalhos multi e interdisciplinares que beneficiam sobremaneira o ser humano. Hoje temos estudos que unem estas disciplinas, como a Medicina Psicossomática, que procura entender o homem integral num contexto mais amplo, biopsicosociocultural e espiritual.

 

Após estas pequenas considerações, acredito que fica muito claro o quanto é impossível se colocar apenas em uma palavra ”LOUCURA“ todo um contexto relativo à saúde mental, e acreditar que esta única palavra defina todo sofrimento psíquico de uma pessoa. Como também ficam claros os objetivos dos estudos da Psicologia e suas intervenções.

 

***

Nota: As opiniões expressadas neste artigo são de responsabilidade do autor e não da ABMP ou do CEAAP. Cumprimos o papel acadêmico para abrir discussões para novas ideias.

 

 

***

 

(*) Sônia Maria Estácio Ferreira - Psicóloga Clínica- CRP. 06/55037-7

Abordagem Psicanalítica baseada em Winnicott. Formação em Psicossomática e em Grupanálise. Especialista em  Psicoterapia Breve, Hipnoterapia Ericksoniana, Dependência Química pelo GREA do Instituto de Psiquiatria da USP. Sócia Efetiva da ABMP-SP. Ex-Diretora e Ex-Coordenadora Administrativa do Curso de Formação em Psicossomática da ABMP-SP. Ex-Coordenadora Administrativa do Grupo de Estudos em Psicossomática do Prof. Dr. Luiz Miller de Paiva. Conselheira Fiscal Titular da Associação Brasileira de Medicina Psicossomática- Nacional.

Pesquisar

Facebook

Contato

Contato